Para que servem as Girândolas de Ventilação?

A sua casa é o seu refúgio, pelo que é normal que seja um local onde passa muito do seu tempo. Para que estes períodos sejam agradáveis, é fundamental encontrar métodos para garantir a qualidade do ar, apostando em bons sistemas de ventilação. É neste sentido que tem de conhecer as girândolas de ventilação e as suas funções.

Estes são aparelhos com muitos benefícios, que devem ser adequados à sua casa e às suas necessidades, para que cumpram o seu papel. Mas que papel será este?

É o que vamos descobrir neste artigo.
 

O que são Girândolas de Ventilação e qual a sua função?

Consideradas peças que integram os sistemas de ventilação de um edifício, as girândolas são estruturas, de modo geral de formato arredondado, que se colocam nos telhados das habitações sobre aberturas das chaminés ou sobre condutas de ventilação.

A sua principal função diz respeito à extração eficaz de gases, fumos ou odores presentes no interior das casas, melhorando a ventilação dos espaços mais fechados, onde o arejamento natural é insuficiente. Então, ajudam a otimizar o papel das chaminés ou tubagens de ventilação, empurrando o ar contaminado para fora das divisões.

 

Além disso, também as protegem da entrada de resíduos que possam comprometer o seu funcionamento, assim como impedem a entrada de vento, chuva ou até poeiras.

Girandulaquadrada_1bfa4da7-f251-4c93-b654-eb90e39c0242_1080x


Mas como é que cumprem este papel?

As girândolas funcionam através da força do vento, num movimento giratório. A energia desta fonte força a saída dos gases e fumos ao criar uma espécie de vácuo no interior das tubagens. É por isso que são caracterizadas como extratores eólicos, dispensando motores para funcionarem.

Assim sendo, ainda que muito eficazes no cumprimento da sua função, as girândolas precisam de um mínimo de vento para conseguirem proceder à aspiração das condutas.
 

Por que motivo deve Instalar Girândolas?

7-boas-ideias-para-fazer-uso-de-uma-janela-no-telhado-beneficios-das-girandolas-odem

 

Ajudando na ventilação de espaços com arejamento insuficiente, as girândolas trazem diversas vantagens, que se traduzem em bons motivos para as instalar, como por exemplo:

  • Asseguram um ambiente interno mais limpo e salubre, ao eliminarem os fumos e gases;
  • Ajudam a prevenir problemas de saúde, como doenças respiratórias ou dores de cabeça, ao renovarem o ar;
  • Permitem manter o bom estado dos espaços fechados, ao evitarem a acumulação de humidade e a consequente deterioração;
  • São ecológicas, ao usarem uma fonte de energia renovável para trabalhar;
  • Protegem os edifícios, ao impedir a entrada de água pelas condutas;
  • Permitem poupar, ao dispensarem custos com a eletricidade, pois não usam motores. 


Que tipos de Girândolas existem?

Para que possam ser incluídas em diversos projetos diferentes, as girândolas disponíveis no mercado hoje em dia têm diversas características que as tornam bastante versáteis, por exemplo quanto ao material, formato e tamanho.

No que refere ao material, estes aparelhos costumam ser, na sua grande maioria, feitos de aço inoxidável. Este fator garante-lhes durabilidade e resistência, mesmo em ambientes expostos, como os telhados onde são instalados.

Além do mais, o inox é um material fácil de limpar. Isto é importante porque, pela exposição a que estão dispostos, e para que cumpram a sua função, estes elementos exigem cuidados de manutenção de tempos a tempos, verificando as suas condições, inspecionando a estrutura e apurando a existência de possíveis obstruções.

O inox é ainda um material elegante, pelo que permite que as girândolas se adaptem bem a todos os edifícios, sem prejudicar o seu aspeto.

 

GG1_285f2d0b-d173-4ade-a115-9073045a684b_1400x

Quanto ao formato, estas estruturas podem ser quadradas ou redondas, para que se possam adequar com facilidade a tubagens com a mesma configuração. No caso das quadradas, são mais indicadas para cobrir chaminés tradicionais, enquanto que as redondas são ideais para casos em que são aplicadas diretamente sobre as tubagens da habitação.

Por fim, as girândolas podem também ter diversos diâmetros de base, desde os mais reduzidos aos mais alargados, para que possam servir vários tamanhos de condutas.

Esta característica também permite suprimir necessidades de extração diferentes, já que o diâmetro está diretamente relacionado com a capacidade de aspiração do ar.
 

Como escolher a Girândola adequada para a sua casa?

Para escolher entre os tipos de girândolas, tem de saber o que precisa e quais as suas necessidades.

Primeiro, deve começar por planear a localização do aparelho. O ideal é que o coloque num local com ligação a um espaço fechado, como um sótão, desde que exista uma conduta de extração ou chaminé.

Depois, para escolher a forma da girândola adequada, investigue qual o formato da sua conduta: no caso de ser quadrada opte por um aparelho quadrado também, mas se for redonda escolha uma girândola redonda.

Deve ainda medir o diâmetro das saídas sobre as quais deseja colocar o aparelho, de forma a optar por um com dimensões que permitam cobrir a abertura completamente.

Para escolher o diâmetro deve ainda refletir sobre a sua necessidade de extração de fumos e renovação do ar: quanto maior for, maior deve ser a base da girândola.
 

Qual o melhor local para adquirir Girândolas de Ventilação?

Comprar girândolas de ventilação de qualidade é meio caminho andado para que cumpram bem a sua função, promovendo um ambiente saudável no interior da sua casa.

Na ODEM encontra algumas boas opções - quadradas, redondas e de diâmetros distintos – para que possa escolher a que melhor se adapta ao que procura e precisa. Também disponibilizamos aconselhamento na hora da compra e podemos ainda prestar auxílio no processo de instalação para que se cumpram todos os cuidados.

Com esta ajuda experiente e especializada, há pouco espaço para errar, podendo usufruir das funcionalidades da sua girândola ao máximo!

Ver mais Girândolas